domingo, 12 de dezembro de 2010

Segunda Exposição de Escultura


Nélide Bertoluci - O Grito (Terracota)

Acho que todos sabem: inspiração é um ato mágico, muito fantasiado e imaginado.
Inspiração não existe!!!
O que existe é a determinação de mandar uma mensagem ou desenvolver uma idéia.

Despertar - Concreto

Assim, eu, muito contrariada com alguns fatos ocorridos no meu círculo de relações, resolvi chamar a atenção para a auto valorização da mulher, porque se ela não se valoriza quem irá faze-lo? - e dei um grito...
Nesta exposição, mostrei terracotas, bronzes e concreto. Foram 40 peças mostrando mulheres em atitude passiva passando para a atitude ativa.





"Nem tão lânguidas, nem tão irrealmente fortes, apenas Mulher, por todos os poros e com direito de ser, de opinar e participar, porque somos parte importante do casal, da família e, consequentemente da sociedade.
Esta exposição é um grito às mulheres para que tomem consciência disto".
                                                                                         Nélide C. Bertoluci

17 comentários:

  1. Lindas peças querida amiga.
    Um bj.

    ResponderExcluir
  2. Digamos então que a inspiração não existe, mas a sua imaginação transpõe o limite da simples determinação. rsrs. Isso é lindíssimo, Nélida! Bem que podia vir a BH esta exposição.Abração. paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Muy interesante tu trabajo y tus reflexiones, será un placer seguirte...

    ResponderExcluir
  4. Simplemente precioso.
    Un abrazo y
    ¡Feliz Semana!

    ResponderExcluir
  5. Peças muito bonitas, criadas com muita determinação e mostrando toda a inteligência e personalidade marcantes que as mulheres possuem.
    Parabéns.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. A mulher está aqui exposta de um modo autêntico, na determinação e valor de outra mulher!
    Lindo!
    Beijocas
    Graça

    ResponderExcluir
  7. Oi Nélide, parabéns pelas peças, pelo talento e pela criatividade em valorizar a mulher como fonte da vida.

    A arte deve ser mais valorizada, pena que no Brasil isso acontece pouco. Minha filha tb é artista plástica e sabe bem como a arte anda esquecida em nosso país.

    Vou te seguir pra não te perder de vista!
    Obrigada por seguir meu blog. Te espero nos outros, será um prazer receber-te.

    beijos, querida e boa noite!

    Lu C.

    ResponderExcluir
  8. muito fortes suas esculturas, gostei muito!mas não concordo, inspiração existe, sim, mas é preciso transpiração para realizar o trabalho! um abraço e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  9. Tenho determinação pra tanta coisa... me falta pra este tipo de trabalho e que admiro tanto. Lindas peças. Parabéns...

    ResponderExcluir
  10. Belo blog e lindos trabalhos! Descobri seu blog através do Contexto Livre e amei. Estou te seguindo e se me seguir tbém será uma honra.
    http://palavrasdeumnovomundo.blogspot.com
    Abraço, Feliz Natal e Belo 2011. Rosa

    ResponderExcluir
  11. Minha cara, Nélide!
    Primeiramente, quanta saudades. Saudades do tempo do Hotel Serrano quando lá me hospedava nos festivais de cinema, chocolate e turismo. Saudades de ouvir o bate-papo da amiga e o teu marido Pedro, a Mafalda Veríssimo, Tônia Carrero e o saudoso Paulo Autran.
    Não sei se ainda lembras desse amigo, mas confesso que por um desses acasos que acontecem na vida, te encontrei pelo e-mail enviado pelo Roberto Young e o Grupo A.G.U.I.A. e aí o teu blog.
    Dei uma passada de olhos nas tuas esculturas, que até achava que tinhas parado, e só tenho que elogiar as tuas obras, assim como o texto da escultora e escritor, que desconhecia ser.
    Também passei para o lado das letras (livros, além do jornalismo) com seis obras já publicadas, felizmente, todas com sucesso.
    Esse foi um belíssimo e especial prêmio de final de ano que recebi.
    Para contatos os meus e-mails: la-stampa@ig.com.br ou frapagot@ibest.com.br

    Ou ainda os blogs: "ESPAÇO GÓTICO" e "AVECOS" (sobre comunicação e literatura). E lá tem um slideshow com meu livros e sessões de autógrafos.
    Um grande beijo e boas entradas de Ano Novo com mais e mais obras para o nosso deleite.

    Xico Júnior
    Jornalista, Acervista, Historiador, Ecritor, Diretor/Editor da Gazeta de La Stampa - CANOAS -RS.
    Emails: la-stampa@ig.com.br ou frapagot@ibest.com.br

    ResponderExcluir
  12. Segundo NOVALIS, «a Mulher é a substância de todas as coisas»... A tua arte e as belas paças que apresentas, comprovam isso!!!
    As minhas felicitações!

    Abraços...
    AL

    ResponderExcluir
  13. Oi Adorei o seu blog! E obrigada por me seguir - já sigo também!!
    Estou passando aqui para avisar que o blog Só Para Meninas tem um novo twitter>>
    Segue o twitter por favorr!!!!!!!
    @blogspm
    Beijossss


    http://coisassoparameninasfofis.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olá, Nélide!
    Entrei para conhecer seu blog e seu perfil e desejar-lhe um óptimo 2011 cheio de sonhos realizados. Quanto à sua determinação em afirmar a mulher e afirmar-se como mulher de talento, deveria ser exemplo a seguir... Se estivesse aí no Brasil, oferecia-lhe o meu livro "Um Mundo Liderado por Mulheres".
    Queria também deixar um pensamento talvez tolo, mas interessante para quem gosta de questionar o legado dos nossos antepassados:
    Acabámos de celebrar o Natal e... sabia que o Natal não existe? Curioso, não é?
    Pois: o Natal foi inventado pela Igreja para “cristianizar” as festas pagãs em honra dos deuses solares, Mitra e outros, que se celebravam, por todo o império romano, ao redor do solstício de Inverno, como início do renascimento para uma vida nova, a da Primavera. Teve o seu aparecimento no s. IV, na Igreja Ocidental (25 de Dezembro – calendário Gregoriano) e no s. V na Oriental (7 de Janeiro – calendário Juliano). A narrativa do nascimento de Jesus de Mateus, ampliada por Lucas (nada sendo referido nem em Marcos nem em João), uma e outra são puras invenções sem qualquer credibilidade histórica nem qualquer verosimilhança (No inverno, os pastores não dormem ao relento...) Portanto, o Menino Jesus do catecismo não existiu. Muito menos o Deus Menino! E o mundo inteiro festeja algo de inexistente... Dá que pensar, não dá? (Ver mais no meu blog “Em nome da Ciência” cujo acesso é: http://ohomemperdeuosseusmitos.blogspot.com)
    Agora, associando-me ao luto de nossos irmãos brasileiros e fazendo votos para que semelhantes tragédias não voltem a acontecer aí no país irmão, uma outra ideia: apesar das catástrofes que vão acontecendo pelo mundo, com muita probabilidade provocadas pelas alterações climáticas e ambientais devidas à acção do Homem, o mesmo Homem, através dos seus governos subjugados aos interesses económico-financeiros de alguns (5% da população mundial, isto é, os que detêm 95% da riqueza produzida à face da Terra), não vai pôr-lhe cobro; preferirá assistir a novas catástrofes em que, como de costume, os mais fracos e pobres são os que irão continuar a sofrer. Inutilmente! Há que lutar para mudar estes sistemas e estes modelos não só políticos mas também económico-financeiros. Como? – Ver no meu blog “Ideias-Novas” cujo acesso é: http://ummundolideradopormulheres.blogspot.com
    Francisco Domingues

    ResponderExcluir
  15. Uma fantástica homenagem à mulher. Permite
    que eu insira algumas destas suas peças
    nos meus blogues? Basta deixar um comentário
    a dizer se autoriza.Quero também dizer-lhe
    que criei um novo blogue:
    http://sinfoniaesol.wordpress.com
    se quiser dar uma olhada.
    Beijinhos/Irene

    ResponderExcluir
  16. Minha Querida
    Estamos todos á espera de mais coisas que sabemos nos irão encantar..
    Beijo
    Graça

    ResponderExcluir